Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anathema

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

...

Setembro 30, 2021

Anathema

 

...

Setembro 30, 2021

Anathema

 

...

Setembro 29, 2021

Anathema

 

...

Setembro 28, 2021

Anathema

 

 

EM FRENTE DO MAR
 
"Pergunto a mim próprio em que noite nos perdemos?,
que desencontro nos levou de um a outro lado das
nossas vidas? e que caminhos evitámos para que os nossos
passos se não voltassem a cruzar ? Mas as perguntas que
te faço, hoje, já não têm resposta. Sento-me contigo,
nesta mesa da memória, e partilho o prato da solidão. Tu
na cadeira vazia onde te imagino, sacodes o cabelo com
um aceno de ironia. E dou-te razão: as coisas podiam
ter sido de outro modo. Não te disse as palavras que
esperaste; e havia o mar, com as suas ondas, nessa tarde
em que me puxaste para longe da cidade, como se
a noite não nos obrigasse a voltar, quando o horizonte
se apagou à nossa frente. Depois disso, nenhuma
pergunta tem resposta. O que é absurdo há-de continuar
absurdo, como o horizonte não se voltou a abrir,
trazendo de volta os teus olhos que me pediam que
os olhasse, até que a noite me impedisse de o fazer."
 
NUNO JÚDICE
O Estado dos Campos

...

Setembro 28, 2021

Anathema

 

...

Setembro 28, 2021

Anathema

 

Num bosque, existia um grupo de rãs que passeava pelo bosque, quando de repente, duas rãs caíram num buraco muito fundo. As outras rãs pensando que seria impossível salvá-las, disseram-lhes: não vos esforceis! É impossível sair daí. As duas rãs não fizeram caso é saltavam o mais forte que podiam para sair do buraco. As outras rãs insistiam, dizendo que os seus esforços eram inúteis, era impossível sair dali. Finalmente uma das rãs prestou atenção às que estavam fora e rendeu-se. Tomada pelo cansaço morreu. A outra continuava saltando sem parar com todas as suas forças, enquanto as de fora gritavam compulsivamente para que deixasse de sofrer e aceitasse a sua situação, porque já não valia a pena tentar. Quanto mais as outras gritavam, mais a rã saltava, até que conseguiu sair do buraco. Admiradas e surpreendidas as outras rãs disseram: estamos felizes que tenhas conseguido sair depois de tudo o que te dissemos. A rã, cansada e confundida, explicou que era parcialmente surda e que não escutava muito bem ao longe, e que pensou que as outras rãs a estavam animando a esforçar-se a sair do buraco. Lembra-te que as palavras tem um peso muito forte nas pessoas. Uma palavra de ânimo numa pessoa desanimada pode motiva-la e dar-lhe vida. Às vezes, uma palavra menos boa a alguém triste e desesperado pode terminar, destruindo-a. Devemos fazer cuidado com o que dizemos e aconselhamos. Recorda que uma pessoa especial é aquela que dá do seu tempo para ajudar quem precisa. Um dia muito feliz para todos. Se considerares que esta reflexão pode ajudar alguém, partilha. 🙏🍀❤️
 
Instagram: padre. Ricardoesteves

...

Setembro 27, 2021

Anathema

 

...

Setembro 27, 2021

Anathema

 

...

Setembro 27, 2021

Anathema

 

POR AMOR
.
"Só ficará de ti o que fizeste
por amor.
O resto não valeu:
foi apenas poeira que se ergueu
em teu redor
e o vento varreu.
.
Só ficará de ti o que escreveste
com paixão.
O resto não contou:
foi tão-só uma sombra que passou,
pura ilusão,
e nem rasto deixou."
.
TORQUATO DA LUZ

...

Setembro 27, 2021

Anathema

 

"Há certas horas, em que não precisamos de um Amor... Não precisamos da paixão desmedida... Não queremos beijo na boca...
E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama... Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado... Sem nada dizer... "
 
(William Shakespeare)

Pág. 1/9

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub