Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anathema

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

"Todos elogiam o sonho, que é o descansar da vida. Mas é o contrário, Doutor. A gente precisa do viver para descansar dos sonhos"

...

Janeiro 26, 2020

Anathema

 

...

Janeiro 26, 2020

Anathema

 

 

Não entres em guerras, mas não deixes de batalhar. Não precisas de brigas, mas não deixes de lutar. Não precisas de conflitos, mas não deixes de combater. Batalha por ti, por aquilo em que acreditas. Luta por aquilo que sabes que é teu. Combate a falta de confiança, a desmotivação, a preguiça. Ignora aqueles que tentam fazer-te refém do derrotismo, aqueles que tentam minar a tua determinação com sorrisos de desdém, aqueles que não conhecem outra arma a não ser dizer mal de tudo e de todos. Continua a batalhar. Não sigas nada que não te deixe seguir em frente. Não dês ouvidos a quem fala só porque gosta de se ouvir. Batalha. Deixa as guerrinhas para os outros. Tens mais do que fazer. Tens muito para fazer. Faz o que tens a fazer. Nasceste para ser tu. Estás-te no sangue. Corre-te nas veias aquilo por que corres. O suor é teu, o prémio és tu.

lado.a.lado

...

Janeiro 26, 2020

Anathema

 

...

Janeiro 25, 2020

Anathema

 

...

Janeiro 25, 2020

Anathema

Devia ser ao contrário. Todos os dias acontecem coisas bonitas e nós só temos olhos para as coisas negativas. Todos os dias acontecem coisas bonitas e nós não falamos delas. Não falamos dos sorrisos que recebemos, dos sorrisos que damos, não falamos das pessoas que nos emprestam o guarda-chuva porque nos esquecemos do nosso, não falamos das pessoas que nos deixam passar à frente na fila do supermercado, não falamos das pessoas que nos ajudam a fazer o nosso trabalho. Falamos de quem nos magoa, mas não estamos habituamos a falar de quem nos faz bem. Temos dificuldade em elogiar e facilidade em censurar. Silenciamos as qualidades e gritamos os defeitos. Cegámos para a beleza dos pequenos gestos e dos grandes corações. Olhamos para as coisas negativas com lentes de aumento. Transformamos em enorme o mal menor. É preciso desabituar as coisas negativas da atenção exagerada que lhes damos e do tempo excessivo que lhes concedemos. As coisas negativas gostam de chamar a atenção, por isso gostam de ganhar proporções que, quase sempre, não têm. Devia ser ao contrário. Devíamos passar o dia a agradecer a beleza da vida e, em vez disso, somos tão mal agradecidos... Os nossos olhos veem tão mal o bem e veem tão bem o mal…

lado.a.lado

...

Janeiro 25, 2020

Anathema

 

- No que estás a pensar?
- Olha, estou aqui a pensar que as pessoas são como portas.
- Tens cada uma!
- A sério. Ora vê lá se não é verdade. Há aquelas pessoas que são portas blindadas, dificilmente se dão a conhecer ou nos deixam entrar. Talvez por temperamento ou talvez por medo ou defesa. Há aquelas que até se abrem e nos convidam para dentro de casa, mas depois batem-nos com a porta na cara quando mais precisamos de entrar. Batemos várias vezes e tocamos à campainha, mas fazem-se surdas como as portas que são. Há aquelas pessoas que têm o coração sempre no trinco ou a porta entreaberta e dizem Entre, a porta está aberta, mas depois, tantas vezes, acabam por perceber que não deviam ter deixado entrar quem veio por interesse e não por amizade. Depois, às vezes acontece: coração roubado, trancas à porta.
- E que tipo de porta és tu?
- Oh, pá, se vêm para me chatear, sou porta de correr. Corro com quem vem com segundas intenções. Mas se vêm por bem, estou de portas abertas para lhes dar as boas-vindas e não deixo ninguém à porta.

 

lado.a.lado

...

Janeiro 25, 2020

Anathema

 

...

Janeiro 25, 2020

Anathema

 

 

Há pessoas assim. Conheço algumas. Pessoas-árvore. Pessoas com corações frondosos e ramos fortes. Pessoas que dão sombra quando a dor queima e que nos deixam fazer ninho no seu carinho. Pessoas que respeitam as suas raízes e a sua terra. Pessoas que não renunciam à sua verticalidade. Árvores até ao fim, porque ser árvore é o seu princípio. Pessoas que dão flor. Fruto. Oxigénio. Pessoas que são o respirarmos fundo e voltarmos à tona. Pessoas que são uma lufada de ar fresco. São maravilhosas as pessoas-árvore. Não se arvoram em floresta ou bosque. São naturais e humildes. Nelas entroncam os valores da simplicidade e da autenticidade. Sabem que a luz do sol dá para todos e que ninguém pode roubar a ninguém a sua natureza.

lado.a.lado

...

Janeiro 23, 2020

Anathema

Gosto desse jeito doce como olhas para a vida. Gosto dessa forma descomplicada de ver o mundo, quando tudo à volta parece desmoronar. Gosto dessa força que trazes contigo, capaz de virar o mundo ao contrário e ainda assim, manter tudo na ordem. Gosto da forma como os teus olhos brilham quando falas dos teus... Gosto desse peito que se enche de coragem, capaz de tudo, de mover céu e terra, para ver os outros bem. Gosto desse sorriso iluminado que trazes, mesmo com tantas adversidades, com tantas nuvens... Só gente de bem, só gente especial é capaz de o fazer.
Gosto da forma como tudo encaixa na perfeição, no tempo e no espaço, onde tu encontras sempre uma forma de me incluir no meio do caos. Gosto da forma como és capaz de me fazer pulsar o coração, mesmo que, tantas vezes, estejas desfeito por dentro. Gosto de olhar para ti. Admirar-te. Elogiar-te. Ouvir-te... E sentir-me privilegiada por me deixares fazer parte disso. Por me teres ensinado a ver mais além. Por me mostrares que, apesar das tempestades, o sol aparece sempre.
Gosto deste caminho que se abre, que ninguém sabe onde irá levar-nos, mas que, independentemente de tudo, tenho a certeza que me fará ser uma pessoa melhor... Porque tu existes. Porque tu és a definição das palavras "esperança" e "resiliência"... Porque tu tornas tudo mais bonito por onde passas. Porque a vida há-de encarregar-se de dar-te tudo à medida do que batalhas.

Chocolate Não Dói.

 

...

Janeiro 23, 2020

Anathema

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub